Relíquias da Morte - Parte 1 - Cena por cena! [1º parte]

Não é de hoje que eu estou querendo começar essa postagem especial sobre Relíquias da Morte - Parte 1. Embora todos já saibam a maioria das mudanças, aqui, de uma forma mais simplificada e detalhada, saberemos as cenas e as especulações do que poderemos esperar no filme, de acordo com o test-screening.

O filme começará com o famoso símbolo da Warner e desceremos para Rufus Scrimgeour discursando sobre o fato do mundo bruxo estar passando pelo momento mais difícil, mas que ele continuará forte. Antes do famoso logo 'Harry Potter e as Relíquias da Morte', veremos três cenas: Harry e a despedida dos Durleys (Petúnia já está no carro, vemos Duda falando 'Por que Harry não vem com a gente?', o aperto de mão. Veremos a família Weasley junta e Rony conversando com todos, e veremos por fim, Hermione alterando a memória de seus pais em uma cena interessante e bem-feita. O motivo? Após ter alterado a memória de seus pais, até mesmo os retratos das paredes que continham suas fotos mais novas somem, ou seja, Hermione realmente some de todas lembranças da família.

Após essa sequência de cenas do trio se preparando para o que os aguarda no futuro, vemos Snape chegando na Mansão dos Malfoy e a reunião de todos comensais. Assim como no livro, Caridade estará pendurada em uma corda e eles focarão principalmente nos diálogos envolvendo a fuga de Harry e onde eles esconderão. Na cena, teremos a humilhação de Lúcio ao entregar sua varinha e também o 'Jantar Nagini', assim como no livro.

Chegamos a cena dos 7 Potters. Nela, vemos todo mundo na casa dos Durleys, inclusive Gui, Fleur e Mundungo, onde conversam sobre a poção Polissuco e temos a piada do 'Nossa, estamos idênticos' de Fred e Jorge, um dos únicos momentos cômicos do filme. Em relação a transformação, vemos cada um, em uma câmera que roda 360º, se trocando e temos até uma visão engraçada de Harry com sutiã. Antes de partir, Harry se despede de Hedwiges na porta da Rua dos Alfeneiros, dizendo que ela pode voar para onde quiser.    Todos Harry se aprontam para voar, Harry sobe na moto com Hagrid.


Eles sobem aos céus e segundos depois já vemos os primeiros comensais perseguindo todos, uma grande correria pelo céu. Um aspecto interessante é o fato de um comensal da Morte paralizar Hagrid logo no começo da cena, fazendo Harry ter que agir sozinho o tempo inteiro. Entre várias perseguições (que incluem Harry e Hagrid andando por um túnel), vemos Hedwiges voando ao lado de Harry, fato esse que leva os Comensais a acreditarem que aquele era o Harry verdadeiro. Ao descobrir isso, um raio verde vem em direção a Harry e Hedwiges, sua fiel companheira entra na frente para salvar Harry, se sacrificando por ele. Igual ao livro, Voldemort surge e persegue Harry também, mas Hagrid acorda e usa o turbo da moto e consegue chegar aos terrenos da Toca, onde todos estão a salvo. Não vemos Snape atingindo Jorge e também não vemos a morte de Moody.

A fidelidade é surpreendente. Todos chegando na toca e Lupin vem diretamente a Harry e o apóia na parede para ver se ele é o verdadeiro, pergunta o que estava dentro do aquário. Todos começam a chegar e temos uma cena fielmente e igual ao livro. A única diferença é na explicação de como eles reconheceram Harry, ao invés do Expelliarmus, Hedwiges é usada como explicação.


O trio conversa sobre as Horcruxes e sobre Harry querer ir logo buscar as horcruxes. Rony avisa que não acha certo e que ele devia esperar pelo casamento. Vemos Harry tendo uma visão do Sr. Olivaras e depois ele desce para a cozinha, onde vê Gina e conversam e rola o primeiro beijo. De acordo com quem assistiu, a cabeça de Harry tampa praticamente todo o beijo e ao invés de Rony interromper, é Jorge que interrompe o casal.

Continua na - Parte 2 do especial do Blog da Ansiosos...